Trabalho e Qualificação

Voltar
  • Oportunidade de negócios

    O trabalho é uma referência para uma grande parte da maioria das pessoas. Elas muitas vezes passam mais tempo envolvidas no trabalho do que com suas famílias. Como todo o restante, ele também tem mudado. E é sobre essa mudança que a tendência “Trabalho e Qualificação” vem falar. Aqui não se falará sobre números de pessoas ocupadas e sim como fazer para que elas estejam ocupadas, levando em consideração todas as alterações que vêm ocorrendo no modo de vida e nos valores das pessoas. Esta tendência apresenta o desafio que as empresas e trabalhadores têm pela frente de se adequarem a um mundo novo, tecnológico, rápido, instantâneo e que necessita cada vez mais de especialização e qualificação. São novas formas de agir, de trabalhar. Além disso, falaremos do desafio que as empresas têm enfrentado para conseguirem encontrar e manter a pessoa certa para o lugar certo.
    Abaixo, listamos os principais fatores que impulsionam a tendência Trabalho e Qualificação. Perceba como elas são interligadas.

    • Empresas de terceirização
      Mencionamos acima a contratação de serviços terceirizados como diferencial. Aqui falamos da outra ponta, da empresa que terceiriza o seu serviço para agregar no processo produtivo de outra empresa. Se você deseja empreender e realiza algum tipo de serviço com muita qualidade, que tal fazer disso um negócio? Aperfeiçoe mais e ofereça seu trabalho a empresas que necessitem do tipo de trabalho você realiza. Você pode fazer uma carteira de clientes e até mesmo trabalhar em casa (dependendo do tamanho e das características da sua atividade).
      Existem oportunidades em diversas áreas, inclusive para o microempreendedor individual. Muitas empresas têm contratado no setor de confecções, empresas terceirizadas de facções, bordadeiras, acabamentos, lavanderias, estamparias etc. Empresas de festas infantis, por exemplo, muitas vezes terceirizam as lembrancinhas e até mesmo os docinhos, pois é mais vantajoso trabalhar sob demanda do que contratar funcionários (lembrandoque o negócio principal dessa empresa é a realização do evento). Várias empresas de calçados terceirizam a sua costura e montagem.
      Muitas empresas trabalham no desenvolvimento do produto e terceirizam a sua fabricação.
      IMPORTANTE: Procure o atendimento do Sebrae e entenda melhor o que pode ou não pode ser realizado por meio de terceirização e os instrumentos legais adequados para manter uma relação equilibrada e segura para ambas as partes.
    • Cursos de ensino a distância
      O ensino a distância tem crescido muito nos últimos anos. Ele é vital para auxiliar a capacitação profissional. Empresas podem oferecer o serviço de desenvolvimento e/ou comercialização de cursos nessa modalidade.
      Diversas oportunidades podem ser aproveitadas pelos empreendedores, inclusive utilizando os canais de divulgação disponíveis na internet, como o youtube.
    • Cursos e treinamentos para o universo corporativo
      Os cursos ligados a temas como liderança, desenvolvimento gerencial ou treinamento em ferramentas importantes para o universo corporativo também estão em alta. Os empreendedores que resolverem investir nesse negócio podem atender ao público em geral, em assuntos como treinamento em vendas, atendimento ao cliente, trabalho em equipe ou se especializar em algum tipo de cliente e demanda mais exigente, como o de programas de desenvolvimento de colaboradores, de líderes ou de carreiras utilizando, por exemplo o mentoring e/ou o coaching.
      Entretanto, esse é um negócio que exige profissionais altamente capacitados. A empresa pode utilizar profissionais terceirizados sob demanda.
    • Cursos técnicos e profissionalizantes
      Conforme vimos na exposição dos fatores motivadores dessa tendência, os cursos técnicos e profissionalizantes estão em alta.
      Em primeiro lugar é necessário entender que cursos profissionalizantes e técnicos não são iguais. Enquanto o profissionalizante não tem pré-requisitos e não ultrapassa alguns meses, nos técnicos é preciso ter concluído ou estar fazendo o Ensino Médio e o aluno leva em média dois anos para receber o certificado de conclusão.
      Para o empreendedor que quiser investir nesse mercado, apesar dos cursos técnicos terem grande concorrência de instituições renomadas há espaço para cursos com diferenciais e aplicação prática e talvez vivencial (dependendo do curso). Existem algumas opções, sob a forma de franquias, que vêm obtendo grande aceitação.
    • 1Grande impacto da tecnologia
      As novas gerações lidam bem com ela, pois foram introduzidas a ela ainda cedo, mas para muitos a adaptação tem sido necessária e, às vezes, difícil. Com a tecnologia, aspectos como a mobilidade, a interação instantânea e a quebra de barreiras territoriais são incorporadas na dinâmica do trabalho.
    • 2Sociedade de conhecimento global
      Aumento na troca de conhecimento, diminuição das diferenças de gênero e intensificação da guerra por talentos criarão uma Sociedade de Conhecimento. Com o aumento de investimentos em educação, o Brasil deve caminhar para níveis educacionais de países desenvolvidos. Atualmente, o número de mulheres em universidades já ultrapassou o de homens e para os próximos anos é esperado um aumento das mulheres nos cargos de chefia/decisão (Roland Berger Strategy Consultant). Grande valorização de profissionais que buscam o conhecimento contínuo e não se acomodam.
    • 3Aumento da demanda por mão de obra qualificada
      Ao mesmo tempo em que uma parcela da população tem se desenvolvido e ingressado na sociedade do conhecimento, um grande contingente de pessoas está subqualificado para entrar no mercado de trabalho. Essa situação é um grande desafio a ser enfrentado pelas empresas, pois poderá comprometer seu processo produtivo e, consequentemente, seu crescimento. Já é um problema antigo, mas que vem se agravando com o aprimoramento da tecnologia e a criação de novos postos de trabalhos com maiores exigências de conhecimento. Enquanto sobram candidatos com formação superior generalista, faltam técnicos e tecnólogos especializados. Formas eficazes de encontrar, selecionar, manter os profissionais nas empresas são desafios a serem transpostos.
    • 4Desafios em lidar com diversas gerações
      Grandes serão os desafios que os gestores das empresas irão enfrentar com a chegada da nova geração no mercado de trabalho. A Box 1824 aponta que essa geração é bem diferente das gerações anteriores, devido principalmente à alta exposição à tecnologia desde o nascimento, os jovens profissionais têm valores e um modo de ver e fazer as coisas diferentes. Eles se entusiasmam a trabalhar com pessoas mais experientes, mas em relacionamentos de igual para igual, com respeito mútuo. Para eles é uma questão de trocar conhecimento, não importa a idade. As gerações mais velhas acreditam em hierarquia e têm grande respeito por autoridade. O desafio dos gestores é de mediar os conflitos para que eles não afetem a produtividade da empresa.
    • 5Fim da divisão entre casa e trabalho
      Outro aspecto trazido pelo ambiente digital, já em muitas funções e tipos de trabalho. Essa linha divisória está sendo cada vez mais apagada e em alguns casos, inexistente. Em pesquisa global da Regus, fornecedora de locais de trabalho flexíveis, foi apontada que mais da metade dos profissionais no Brasil trabalham além das oito horas por dia e mais de 40% levam trabalho para concluir em casa, regularmente. Além disso, 43% dos profissionais no Brasil trabalham de nove a 11 horas por dia, 17% trabalham mais de 11 horas por dia, regularmente.
    • 6Frustrações com o trabalho e com a rotina
      Existe uma tendência (denominada Cashing Out ou Sair Fora, apontada pela Brain Reserve, renomada empresa especialista em tendências) que prega que a qualidade de vida é mais importante do que tudo e que uma pessoa será mais feliz se gostar do que faz, ao invés de ficar em um trabalho que não gosta devido ao alto valor que ganha ou fazer concessões para alcançar uma posição de status. Essa tendência implica também em uma menor fidelidade das pessoas às empresas em que trabalham.
    • 7Novas formas de trabalho
      Algumas empresas já oferecem novas formas de trabalho como horários alternativos, possibilidade de realização de trabalho em casa, principalmente em funções mais intelectuais.
      Não podemos deixar de mencionar o empreendedorismo como uma forma muito buscada para os que acompanham essa tendência. Muitos profissionais têm deixado seus empregos optando por prestar o mesmo tipo de serviço que realizavam antes, mas de forma terceirizada para um maior número de empresas. Os benefícios como horários mais maleáveis, proporcionando um maior cuidado dos filhos, a redução do estresse devido ao deslocamento, são alguns dos motivos que impulsionam esses profissionais a buscarem esse tipo de trabalho. Muitos desses profissionais, principalmente da área de serviços, decidem se formalizar e trabalhar em casa, nos chamados home offices ou escritórios em casa, ou utilizando ambientes de trabalhos compartilhados.
    • 8Força da terceirização
      A terceirização é uma força vital, necessária e indispensável. Ela impulsiona as microempresas que cada vez mais se especializam em um determinado serviço e oferecem para várias empresas. Para as empresas contratantes a terceirização possibilita que elas foquem no negócio. Algumas indústrias, por exemplo, terceirizam toda a sua logística, administração do e-commerce, até o seu processo produtivo. Em sondagem realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em 2009, sobre esse tema, verificou-se que 79% das empresas industriais que utilizam serviços terceirizados deverão manter constante ou aumentar sua utilização nos próximos anos, contribuindo para confirmar a sua força para os próximos anos.
  • Você Sabia?
    Pesquisa da amcham-brasil, realizada com 80 executivos e gestores de rh, mostra que apesar de 75% das empresas terem problemas de conflitos entre gerações, 70% ainda não conduzem ações para facilitar esta interação. No que parece um indício de mudança de postura, 39% planejam iniciativas para melhorar o relacionamento entre os profissionais; 28% já têm práticas que estimulam a convivência de indivíduos de geração distintas.
    Aparentemente, segundo a pesquisa, o maior desafio é integrar os gestores da geração y (nascidos aproximadamente entre 1981 a 2000).
    • Você possui uma empresa e trabalha em casa e, eventualmente, precisa de um local para atender um cliente e não tem um ambiente adequado para isso? Você trabalha por meio de parcerias e necessita realizar reuniões semanais para alinhar seu projeto? Quer abrir sua empresa e reduzir o investimento inicial (aluguel de sala comercial, contratação de serviços de recepção e manutenção, mobiliário, telefone e internet etc.) enquanto testa as águas para o seu negócio? Está planejando uma expansão para outra cidade e quer reduzir os gastos enquanto se estabelece e aumenta sua carteira de clientes? Se você tem em suas mãos uma dessas questões, você deve procurar conhecer a proposta de trabalho dos escritórios virtuais. Esses ambientes oferecem infraestrutura completa de escritório, inclusive serviços de secretária. Essas empresas possuem diversos tipos de ambientes (postos de trabalho individuais e de grupo, salas de reuniões, salas para pequenos eventos, salas para videoconferência) que podem ser alugados por hora ou pacote de serviços. O interessante para o empreendedor é que se paga de acordo com o tempo de uso. Mas antes de você se decidir, analise detalhadamente todas as vantagens e desvantagens dessa forma de trabalho e o custo-benefício para a sua realidade empresarial. Os principais usuários desse tipo de escritório são psicólogos, consultores, corretores, advogados, contadores, profissionais que as atividades não exijam a presença constante no escritório e que não necessitem de um espaço em tempo integral, empresários em viagens a negócios, pequenas empresas iniciando suas atividades etc.
    • Alguns tipos de terceirização são muito utilizados pelos empreendedores, como serviços de segurança, limpeza e recursos humanos. Mas existem muitas outras possibilidades que podem fazer com que a empresa ganhe eficiência. O importante para ela é focar no principal, no que é realmente a finalidade do seu negócio. As empresas têm terceirizado suas operações logísticas, suas vendas e até mesmo a fabricação de seus produtos. Se você optar por terceirizar alguma atividade, lembre-se que a responsabilidade final pelo serviço ainda é sua. Assim, é essencial que se tenha cuidado na escolha e realize um acompanhamento periódico para evitar surpresas desagradáveis. Então, tenha certeza de que a empresa terceirizada é altamente capaz de realizar o que ela propõe e acompanhe sempre o que está sendo feito. Um treinamento e preparo dos terceirizados seria o caminho mais seguro para garantir a qualidade.
  • Idéias de Negócios

    Veja aqui algumas idéias de negócios com grande potencial para Goiás, conforme o Estudo de Tendências e Oportunidades de Negócios produzido pelo Sebrae.

    Para cada idéia serão apresentados conceitos e informações relativas a processo produtivo, mercado, marketing e vendas, canais de comercialização, estrutura, localização, equipamentos, tecnologia, necessidade de pessoal, custos e capital de giro, fonte de recursos, planejamento financeiro, legislação, cursos, eventos e sites com informações de interesse do empreendedor.

    Selecione e receba em seu e-mail ou envie à um amigo as idéias de negócios que lhe interessar.

    Lembre-se, decidindo em abrir a sua empresa ou desejando expandí-la, procure o Sebrae mais próximo para lhe ajudar com seu plano de negócios e demais estratégias para o sucesso de seu empreendimento. Boa sorte!

    Estamparia Artesanal
    Facção de Peças de Vestuário
    Lavanderia e Passadoria
FECHAR
Receba nosso documento em seu e-mail
Informe os dados abaixo e clique no botão “Enviar”.